Como construir um programa de compliance?

Você sabe como construir um bom programa de compliance? O que precisa ser feito para por tal plano em prática?

O termo compliance não é mais uma novidade no Brasil. Empresas de diversos tamanhos já possuem compreensão da importância de adotar a prática de compliance, bem como, profissionais já tem buscado especializações no assunto.

A oferta por profissionais capacitados e especializados é grande no mercado, mas, a demanda ainda é bem pequena.


Recomendamos para você: 5 dicas de como o compliance pode ajudar a sua empresa.


Controles internos, governança corporativa, prevenção a fraude, gestão de risco, são apenas algumas formas de aplicar o compliance na gestão empresarial.

Neste artigo, tentaremos mostrar de uma forma clara e objetivo os passos necessários para construir um programa de compliance eficiente, mostrando que a prática se encaixa em qualquer modelo de negócio.

Indicamos para você, o site da Lec News (Legal Ethics Compliance), eles são especializados em conteúdos voltado para a área de compliance e semanalmente produzem artigos ricos em conhecimento e dicas de como desenvolver um programa de compliance eficiente.

A PWC (PricewaterhouseCoopers) em um artigo simples e interessante, listou 8 questões que definem a gestão e aplicação do compliance. Nós usaremos essas questões como base para desenvolvermos o nosso programa de compliance.

Você está pronto para aprender como construir um programa de compliance?

Então, vamos lá!

O programa de compliance precisa estar alinhado com o valores e objetivos da organização

o-programa-de-compliance-deve-estar-alinhado-com-os-objetivos-da-empresa

 

Sim, você não leu errado.

O primeiro passo para desenvolver o programa de compliance é alinhá-lo com os valores da organização.

O que a empresa presa, defende? Quais sãos suas principais características? Como a empresa se define?

Sabemos que os valores de uma empresa (Até mesmo pessoas), é o que atrai pessoas dispostas a querer fazer parte da missão, bem como, atrai investidores e diversos outros benefícios.

O programa de compliance irá contribuir com a preservação desses valores, capacitando o grupo de indivíduos que fazem parte da organização a viverem e respirarem aquilo que a empresa acredita.

Mas, isso não seria papel das lideranças da empresa? Sim, com certeza!

O compliance irá trabalhar um conjunto de processos que farão com que os indivíduos sigam as normas estipuladas pela empresa, além, de punir aqueles que se desviam dos valores fundamentais da instituição.

Após, alinhar o programa junto aos valores, agora devemos entender os objetivos da organização.

Quais são os objetivos da empresa? Como a empresa irá atingi-los? Como encaixar o compliance aos objetivos estipulados?

O programa de compliance pode estar alinhado a objetivos como:

  • Desenvolvimento de uma cultura organizacional
  • Aplicação tributária e fiscal
  • Ações de desenvolvimento ambiental

Além de, um dos objetivos que considero mais importante para uma marca, cuidado com a imagem e reputação.

O programa de compliance é efetivo na construção da reputação de uma marca.

Como a organização enxerga a função exercida pelo compliance?

como-a-organização-enxerga-a-funcao-do-compliance

 

Este princípio pode partir da premissa dos valores aplicados pela empresa, ou, a forma de gerir dos líderes da empresa.

Por que eu digo isso?

O compliance é um conjunto de processos que visa fazer com que a empresa siga um conjunto de norma legais, regulamentares, além das políticas e diretrizes estabelecidas pela empresa.

A empresa pode ter uma visão clara e objetiva daquilo que espera do compliance, mas, a gestão, que é formada por pessoas, possa ter uma visão subjetiva perante aquilo que a pratica do compliance possa trazer como resultado.

Nesta etapa precisa ocorrer transparência, onde a empresa enxergue o compliance como um departamento que irá contribuir com uma construção ética de missão, valores e princípios organizacionais.

Defina perfil e forma de atuação

 

Os perfis de atuação podem ser definidos de acordo com as atividades que os gestores desejam obter o controle.

As opções são variadas, podendo ser:

  • Governança corporativa
  • Gestão de risco
  • Gestão de consequências
  • Prevenção a fraude
  • Controles internos

As opções citadas acima, são apenas alguns exemplos em que o compliance pode atuar.

Pode-se definir um perfil específico ou todas as atividades inseridas dentro do departamento.


Recomendamos para você: O que é uma área de compliance?


É importante ressaltar a necessidade de profissionais capacitados na execução dos processos e que possuam um perfil para tais ações.

As formas de atuação podem ser caracterizadas em dois métodos.

  • Indução: Onde o profissional de compliance dá instruções e dicas para quem irá executar as atividades definidas.
  • Execução: O profissional de compliance define e executa as atividades propostas pelo departamento.

Defina papéis, funções e responsabilidades para o programa de compliance na empresa

 

O compliance, bem como qualquer outro departamento, precisa ter bem definida as suas atribuições, para que assim, desempenhe o papel importante dentro da empresa.

Faça uma análise de riscos dentro da organização e mapeie os pontos essenciais que precisam ser tratados, melhorados e etc.

  • Meio ambiente
  • Tributação
  • Leis e ações trabalhistas
  • Políticas internas

Com o departamento de compliance tendo um norte sobre onde aplicar as suas atividades, os resultados podem ser significativos e de extrema importância para um processo decisório.

Liberdade de relacionamento com outras áreas

 

Isso deveria ser adaptado por qualquer empresa. A comunicação entre os departamentos é fundamental para uma melhor performance da empresa e até mesmo para inovação.

Ao implantar um programa de compliance, é necessário que o departamento tenha uma relação com os outros, seja através de um jornal interno ou newsletter.

Digo isso, pois, a empresa pode ter o conhecimento quando houver desenvolvimento de processos e políticas internas, normas de conduta, investigações e entre outras atividades empenhadas pelo programa.

Conclusão

Espero que após essas dicas, você consiga construir um programa de compliance eficiente dentro da sua empresa.

Lembre-se da importância do compliance, pois, ele é fundamental para o cumprimento de normas, políticas e diretrizes organizacionais.

Se você tem alguma dica de como aplicar um programa de compliance, deixe um comentário abaixo, compartilhando a sua ideia.

Entenda um pouco mais sobre como a upLexis Tecnologia pode ajudar a sua empresa na implantação de processos de compliance, fale com um de nossos consultores especialistas no assunto.

banner-ebook-compliance-corporativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *