Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) agora é realidade!

O que você vai ler neste artigo:
  1. Entenda o cenário brasileiro
  2. LGPD
  3. Próximos passos

Entenda o cenário brasileiro

Há 8 anos há debates sobre a criação de uma forma de proteção de dados na sociedade civil brasileira, felizmente depois de todo esse tempo a PLC 53/2018 pôde acompanhar a tendência mundial de proteção e foi sancionada dia 14 de agosto de 2018 pelo presidente do Brasil, Michel Temer.

Há alguns meses o GDPR mudou o cenário mundial e as empresas brasileiras rapidamente preocuparam-se em adequar-se uma vez que sua boa relação com a Europa seria mantida apenas com esta conformidade.

Após o vazamento de informações da Cambridge Analytica seria apenas uma questão de tempo para que mais países tentassem resguardar seus cidadãos.

LGPD

E pouco tempo depois, então a PLC 53/2018 foi aprovada pelo Congresso no início de julho de 2018 e sancionado dia 14 de agosto de 2018.

A adequação ao LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) deverá ter eficácia plena apenas em fevereiro de 2020, portanto é importante utilizar esses 18 meses para a total adequação aos novos padrões.

A aprovação da lei teve algumas ressalvas do presidente Michel Temer, como o veto à criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), portanto o monitoramento e aplicação da lei não possuem um órgão direcionador.

Próximos passos

O cenário que se revela diante da LGPD não possui os contornos bem feitos, portanto os próximos passos são acompanhar o GDPR e esperar pontos específicos que serão discutidos da legislação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *