A utilidade dos dados primários e secundários na tomada de decisão

Estamos vivenciando o período denominado “A era da informação”, onde são gerados muitos dados através da internet, otimizando a forma de se fazer pesquisas de campo, tornando as mesmas, um pouco ultrapassadas. Dentro desse contexto, qual seria a real utilidade dos dados primários e secundários na tomada de decisão?

Os dados sempre fizeram parte no desenvolvimento de pesquisas mercadológicas, os dados primários sempre desempenhando a sua função de originalidade e autenticidade e os dados secundários, sempre utilizado como base para projeções futuras.

Para entendermos melhor, é necessário saber o que são dados primários e dados secundários.

Dados Primários:

Os dados primários, são aqueles que são prospectados e recolhidos para um estudo em questão, geralmente os dados primários são obtidos através de entrevistas e questionários, onde se objetiva conhecer a opinião de um determinado público.

Dados Secundários:

Dados secundários, são aqueles que estão a nossa disposição, oriundos de outras pesquisas já realizadas, são dados já existentes. Como encontramos esses dados? Através de artigos de anos anteriores, pesquisas já realizadas, livros e através de tudo que já tenha sido estudado alguma vez.

Agora que sabemos o que cada dado representa dentro do desenvolvimento de pesquisas e conjunto de informações, como eles podem nos ajudar a tomar decisões?

A utilidade dos dados primários no processo decisório

dados-primarios

Os dados primários, serão aqueles recolhidos para um determinado estudo que esteja em questão. Para isso, sabemos que é necessário a existência de um objetivo e todo o estudo será baseado nas formas de atingir esse objetivo.

É importante esclarecer, que só coletar dados não será o suficiente para encontrar as respostas para atingir o seu objetivo, o fator humano ainda desempenha um papel fundamental na tomada de decisão, através da análise e interpretação dos dados coletados.

Quando devo utilizar os dados primários para tomar decisões?

Os dados primários estão diretamente ligados a algo que se deseja conhecer, ou seja, ainda é algo inexistente, que nunca foi explorado por alguma outra pessoa ou empresa.

As empresas costumam utilizar a coleta de dados primários quando desejam conhecer opiniões sobre determinados temas e assuntos que sejam do seu interesse, para que assim, consigam estabelecer estratégias claras para se tomar decisões, lembrando que, todos os dados coletados precisam de alguma forma estar relacionado ao objetivo estabelecido.

Para entendermos melhor a utilização dos dados primários, vamos analisar esse case fictício:

“ Uma empresa do setor da saúde como foco em nutrição, deseja desenvolver um produto que atenda às necessidades de crianças celíacas.

A doença celíaca é uma reação de desordem sistêmica autoimune e ocorre através da ingestão de alimentos que contém a proteína denominada glúten.

Para que a empresa consiga atingir o objetivo de desenvolver um produto que não contenha a proteína glúten e que caia no gosto das crianças, ela resolveu realizar uma entrevista com os país de crianças adeptas a doença para entender como é a rotina deles e saber se os mesmos possuem a facilidade de encontrar produtos que atendam às necessidades das crianças.

Após a realização da entrevista com os pais, a empresa entrevistou as crianças que possuem a doença para saber quais os alimentos que elas gostariam de comer e que não fizessem mau a elas.

Através dos resultados coletados nas entrevistas, os dados serão encaminhados para um processo de análise, onde serão interpretados pela empresa e utilizados para o desenvolvimento de produtos que atendam as necessidades dos pais e das crianças adeptas a doença celíaca”.

Análise e conclusão do nosso case fictício:

A empresa queria desenvolver um produto específico para atender o seu público-alvo, mas, para desenvolver esse produto, a empresa precisava de informações que não continham em nenhum outro lugar, elas eram inexistentes até a realização da entrevista.

Após a realização da entrevista, a empresa possuía os dados necessário para atingir o seu objetivo.

Esses dados são considerados primários pois, foram prospectados e recolhidos para o objetivo em questão, até o momento da entrevista, não havia nenhum estudo preliminar sobre o assunto.

A utilidade dos dados secundários no processo decisório

dados-secundarios

Para entendermos a utilidade dos dados secundários no processo decisório dentro das organizações, vamos analisar mais um case fictício para nos auxiliar na compreensão:

“ Uma empresa do seguimento de bebidas percebeu que seu produto principal não estava obtendo uma boa aceitação na região nordeste do país de atuação, tendo em vista que, na região sul, o produto liderava o mercado.

Ao identificar o problema que estava ocorrendo, o gerente de marketing da empresa, juntou a sua equipe para realizarem um relatório que informasse as características da região nordeste nos últimos 5 anos, pois, ele queria entender porque o carro chefe da empresa não obtinha uma boa aceitação na região.

A equipe de marketing tinha a sua disposição artigos, pesquisas e estudos físicos e digitais para auxiliá-los na formulação do relatório.

Após uma semana estudando os artigos e realizando pesquisas na internet, a equipe de marketing percebeu que o motivo do principal produto não estar desempenhando uma boa performance na região, era os preços desproporcionais ao mercado.

O fato de o produto obter um custo elevado era a causa da má performance do produto na região, pois, os consumidores não possuíam condições monetárias de adquiri-lo”.

Análise e conclusão do case fictício:

A empresa de bebidas identificou através de pesquisas na internet e de artigos e estudos já realizados na região, que a principal causa do seu produto desempenhar uma má performance, era atuação de precificação elevada ao mercado da região nordeste.

As informações que a equipe de marketing da empresa precisava coletar, já eram existentes através de artigos e pesquisas disponíveis na internet.

Sendo assim, os dados utilizados para a resolução do problema da empresa de bebidas, foram os dados secundários, pois, já estavam à disposição do time, sendo oriunda de outros estudos.

Conclusão

Lembra que comentamos sobre definir um objetivo nos primeiros parágrafos? Bom, é o objetivo que lhe dará a direção para a coleta de dados necessária. Quem irá analisar e interpretar os dados é que saberá se os mesmos estão alinhados com o objetivo.

Coletar dados só por coletar não trará as respostas necessárias, é fundamental saber o que fazer com os dados obtidos e onde melhor aloca-los.

Não existe uma formula secreta, o dado certo ou o errado, os dados primários e secundários só poderão te ajudar se os mesmo se enquadrarem no objetivo estabelecido por você. Cada dado terá a sua utilidade dentro do processo decisório, cabe ao gestor identificar a melhor maneira de utilizá-los.

Caso queira saber as melhores formas de se coletar dados, entre em contato com nossos especialistas e saiba como a upLexis Tecnologia pode te ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *