Dados ou informações: qual é mais importante para o processo decisório?

Os dados e informações se tornaram o “petróleo do século XXI” e todos querem uma fatia desse precioso recursos para poder tonar o processo decisório mais rico e efetivo.

Se eu te perguntasse: qual dos dois são mais importantes para o processo decisório? Dados ou informações? Você saberia me responder?

Com todo avanço da tecnologia, estamos criando um universo imenso chamado big data (que já é uma realidade) e com isso, temos uma vasta variedade de dados.

É importante entender que dados por dados, são apenas dados e não expressam nenhum valor (A minha intenção é realmente fazer uma provocação).

Recomendo que você leia: Cruzamento de informações, aprenda como fazer!

Os dados em conjunto e organizados formam a informação, e eu defendo a informação como fundamental para o processo decisório.

dados-ou-informacoes-para-o-processo-decisorio
– Você já viu isso, não?

Aproveito para fazer outra pergunta provocativa. Você baseia o processo decisório em dados ou informações?

Minha intenção não é deixa-lo confuso e sim, tentar fazer com que você entenda o que realmente importante avaliar na hora de escolher uma solução de Business Intelligence para a sua empresa.

A informação é base do processo decisório. Entender qual o nível de esforço dedicado para obtê-la vai ser fundamental para avaliar o período de um projeto.

Por isso, nesse artigo irei ajudá-lo a entender coo encurtar essa etapa de coleta de dados e estruturação de informações.

Big data ou data mining, o que é isso?

Hoje em dia em dia falamos muito sobre inteligência artificial, machine learning, IoT e outros super avanços tecnológicos que irão mudar a forma como estruturamos o processo decisório.

Porém, nem entendemos ainda o que é a big data e se você não é um profissional técnico, saberá muito menos sobre data mining.

Para tentar te ajudar, vou exemplificar:

  • Big data.

– Data Mining.

big-data-ou-data-mining-para-o-processo-decisori

Big data é o universo imenso de dados disponíveis na rede de internet, data mining (mineração de dados) é um método utilizado para extrair os dados essenciais desse universo.

Os dados essenciais quando extraídos, são organizados e formam informações, e informação é o que você procura para tomar uma decisão.

Recomendo para você: Como soluções big data ajudam a tomar decisões?

Vejo muitas empresas vendendo o que há de mais inovador em tecnologia para seus clientes, mas não é isso o que importa.

O gestor de uma área de crédito não quer uma super ferramenta machine learning com AI, ele quer uma solução que resolva o problema dele, e no caso, a solução é a informação!

Vamos imaginar:

  • Qual o grau de inadimplência do fulano?
  • Quantos bens ele possui em seu patrimônio?
  • De onde vem sua fonte de renda?

Se o gestor de crédito de um banco ter essas informações em mãos e em um curto espaço de tempo, o seu processo decisório será mais ágil e dinâmico.

O jeito de tomar decisões mudou!

A forma como tomamos decisões mudou por completo, seja na vida pessoal ou na profissional. Lembro-me de ter citado em um artigo anterior algo sobre o dataísmo.

No futuro não tão distante, nossos filhos estarão escolhendo seus cônjuges através de informações disponibilizadas por uma máquina.

Porém, não nos atentemos a isso. O nosso objetivo é mostrar como estruturar um processo decisório efetivo e escolher uma solução que auxilie gestores e analistas a otimizar esse processo.

Veja a imagem abaixo:

informacoes-a-chave-para-o-processo-decisorio
– Imagem tirada do blog: www.kaushik.net

Avnash Kaushik é um dos maiores influenciadores de digital Analytics no mundo e a imagem acima representa a forma como ele vê o processo de tomar decisões:

  • Coleta de dados (implemente, audit, update code).
  • Organização e estruturação dos dados (customized data pukes).
  • Análise dos dados (open ended questioning of data provida iabi, not data).

Nosso mestre de digital Analytics defende que os profissionais de uma empresa devem dedicar esforços para analisar as informações e entender qual o impacto da mesma no negócio.

Ou seja, um processo decisório que impacte nos resultados da empresa.

O ideal é que seja gasto 10% do tempo capturando dados, 25% organizando os dados e 65% analisando os dados.

Recomendo a leitura: conheça o melhor modelo de decisão empresarial.

Na upLexis, somos apaixonados por simplificar o processo de captura e estruturação dos dados.

Levamos para os nossos clientes a informação, ou seja, cuidamos dos 35% que é a captura e estruturação e nossos clientes cuidam do 65% que é a análise e decisão.

Onde aplicar o budget para inteligência de negócios?

Estamos indo para o segundo semestre de 2017 e logo será iniciado o planejamento para 2018.

Não importa qual seja a sua área na empresa, se você é gestor decisor, defina uma verba para inteligência de negócios.

Sabemos que o que é inteligência para vendas e marketing não é o mesmo para compliance, ou cadastro.

Caso você separe uma verba para a vertente de inteligência na sua área, é importante entender onde está o diferencial:

  • Pessoas??
  • Ferramentas??

Voltando ao mestre da web Analytics, Avinash Kaushik possui um pensamento peculiar, veja o gráfico abaixo que representa isso:

onde-investir-para-o-processo-decisorio
– Dica do Avinash!

Invista 90% em pessoas, elas são as mentes pensantes que serão capazes de entender o que está dando certo e o que está dando errado, e 10% em ferramental.

É extremamente importante ter em seu departamento uma pessoa capaz de entender a linguagem dos números e que consiga extrair informações relevantes dos dados.

Essa pessoa contribuirá para a estruturação de um processo decisório totalmente eficiente e, com certeza, suas ações serão mais precisas.

Recomendo a leitura: como usar a informação para a tomada de decisão?

Lembre-se, 90% em pessoas e 10% em ferramentas.

Conclusão

Informação é o combustível para uma boa decisão.

Sei que estruturar um processo decisório não é uma tarefa fácil, exige esforço de tempo e raciocínio.

Como gestor, é importante ter em mente que informações são mais valiosas do que dados na hora de estabelecer um processo decisório.

O dado está disponível em todo lugar, temos acesso a eles na maior parte do tempo, mas qual o valor que está sendo tirado deles?

Quais insights e informações foram extraídos desses dados, e qual o impacto que terão no negócio?

As respostas para as perguntas acima só serão respondidas através de uma boa análise. Não deixe de investir em pessoas capacitadas, elas te ajudarão a construir um processo decisório campeão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *