5 análises de gráficos e tabelas para a tomada de decisão

Desde os primórdios da administração, o processo decisório era baseado em dados factuais expostos a análise de gráficos e tabelas.

Podemos lembrar diversas vezes as reuniões em que os executivos apresentavam seus gráficos para exporem a informação do desempenho de vendas.

Os gráficos e tabelas são as representações estatísticas das ações da empresa, voltadas para determinadas operações de mercado como vendas, preços, projeções e etc.

Se voltarmos um pouco no tempo e resgatarmos aquele período do ensino fundamental, lembraremos das aulas de matemática e geografia, onde tabelas e gráficos fizeram parte de alguma funções e mapeamento de população.

Muitos de nós, considerava tais atividades difíceis e, por isso, é compreensível que poucos possuam o interesse e trabalhar com analise de gráficos e tabelas, sem contar as exceções que realmente conseguem encontrar sentido em ambos.

O mercado nos dias atuais é movido pela facilidade de acesso a informação, na qual podemos obter na palma da mão através dos nossos celulares.

O grande volume de dados gerados, dificulta a nossa compreensão daquilo que é relevante e daquilo que não é. A cada dia fica mais difícil mensurar esse grande volume de dados e obter a informação para o processo decisório.

É nessa fase em que as tabelas desempenham uma função essencial na organização e estruturação dos dados.

Por isso, no artigo de hoje listaremos gráficos e tabelas que são utilizados para a análise de dados, para que dessa forma, tomar decisões não seja baseado em tanta complexidade por causa dos autos volumes de dados.

Vamos começar?

Tipos de tabelas para estruturação de dados

A utilização de tabelas é a melhor forma de se estruturar dados obtidos e extrair algum sentido deles.

Quando digo extrair sentido, é poder encontrar o significado que aquele dado representa juntos com outros dados que o complementam, dessa forma, nasce uma informação.

As tabelas são utilizadas para diversos tipos de atividades operacionais, sejam elas de uma empresa ou, de uma família que gosta de obter controle sobre suas atividades.

Para facilitar a compreensão, selecionamos algumas tabelas públicas extraídas do Google imagens:

1# Tabela de cadastro

- Modelo comum de tabela de cadastro.
– Modelo comum de tabela de cadastro.

A tabela de cadastro pode ser utilizada para se obter dados de pessoas que seja clientes de uma empresa, de fornecedores e de produtos.

Esse modelo de tabela contribui para se traçar uma característica de determinado tipo de cliente ou fornecedor e ajuda na compreensão do tipo de relacionamento que a empresa possui com ambos.

2# Tabela de preços

- Modelo de tabela de preços. Extraído do Google imagens.
– Modelo de tabela de preços. Extraído do Google imagens.

A utilização da tabela de preços contribui para a compreensão da evolução dos custos de determinada operação, podendo ser ela de produtos ou serviços.

3# Tabela de produtos

- Modelo tabela de produtos. Extraída do Google imagens (Fonte pública).
– Modelo tabela de produtos. Extraída do Google imagens (Fonte pública).

A tabela de produtos pode ser utilizada para se obter um controle de produção de determinado produto, além dos componentes que juntos caracterizam o produto em si.

Geralmente a tabela de produtos é uma forma de controlar e projetar o volume de sua produção.

4# Tabela de vendas

- Modelo tabela de vendas. Extraído do Google imagens (Fonte pública).
– Modelo tabela de vendas. Extraído do Google imagens (Fonte pública).

Utilizada para controlar o volume de vendas de uma empresa.

Os volumes podem ser controlados por unidade, preço, pontos de vendas, consumo e etc. São inúmeras variedades que pode sem utilizadas para estruturar os dados de vendas de uma organização

Tipos de gráfico para análise

Os gráficos costumam representar margens percentuais em relação à volume, crescimento, queda e entre outros.

Eles costumam ter uma aparência mais simples e dependendo do tipo de contexto inserido, são difíceis de interpretar.

Litamos abaixo, os 5 típicos modelos de gráfico existentes:

1# Gráfico de Colunas

- Modelo gráfico de colunas. Extraído do Google imagens (Fonte pública).
– Modelo gráfico de colunas. Extraído do Google imagens (Fonte pública).

O gráfico de colunas é apresentado de forma vertical e sua apresentação está sempre relacionado ao crescimento e queda de uma operação, através de comparações.

Este modelo de gráfico é o mais fácil de se compreender.

2# Gráfico de Barras

- Gráfico de barras. Extraído do Google imagens (Fonte pública).
– Gráfico de barras. Extraído do Google imagens (Fonte pública).

O gráfico de barras é uma representação horizontal do gráfico de colunas e possui uma compreensão fácil dos dados que estão sendo apresentados.

3# Gráfico de Linhas

- Modelo gráfico de linhas. Extraídos do Google Imagens (Fonte pública).
– Modelo gráfico de linhas. Extraídos do Google Imagens (Fonte pública).

O gráfico de linhas é forma por uma linha construída a partir de pontos que representam os dados, através de uma ligação de segmento de retas.

4# Gráfico de Pizza

- Modelo gráfico de pizza. Extraído do Google imagens (Fonte pública).
– Modelo gráfico de pizza. Extraído do Google imagens (Fonte pública).

Conhecido também como gráfico de setores e circular, o gráfico de pizza é um diagrama em que os valores de cada categoria representada é proporcional a medidas dos ângulos.

5# Gráfico de Dispersão

- Modelo gráfico de dispersão. Extraído do Google imagens (Fonte pública).
– Modelo gráfico de dispersão. Extraído do Google imagens (Fonte pública).

Acredito que esse modelo de gráfico seja o mais complexo em termos de compreensão, mas é interessante a forma em que os dados são apresentados.

O gráfico de dispersão é utilizado para pontuar os dados nos eixos verticais e horizontais, dessa forma, determinando o quanto uma variável é afetada por outra.

Conclusão

Analisar gráficos e tabelas nem sempre é uma tarefa fácil. Há uma real dificuldade em conseguir interpretar os dados apresentados e transformá-los em informações essenciais para a tomada de decisão.

Com os avanços da tecnologia, o processo de estruturação dos dados se tornou mais simples, tendo em vista que os mecanismos que os coletam já possuem uma codificação que é capaz de interpretar e categorizar dados que se complementam.

O certo é, que gráficos e tabelas fazem parte do dia a dia das empresas e dos gestores, pois, é a única forma de mensurar ações e as controlar.

É essencial que a análise de gráficos e tabelas façam parte efetiva do process decisório. Obter a interpretação correta da informação apresentada minimiza as chances de se tomar uma decisão errada ou precipitada.

Caso você conheça novos e diferentes tipos de gráficos que são essenciais para analisar durante o processo de tomada de decisão, não deixe de comentar logo abaixo e compartilhar a sua opinião.

A upLexis tecnologia disponibiliza através da sua plataforma, gráficos e tabelas que contribuem para o controle das ações de seus clientes.

Se desejar conhecer a nossa ferramenta, entre em contato com um de nossos especialistas e solicite um teste. No mais, é isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *