15 dicas sobre como tomar decisões empresariais

Como tomar decisões empresariais? Isso deve ser feito com base em planejamento e informações confiáveis, para que você solucione ou minimize os problemas empresariais, evitando grandes transtornos.

Manter dados atualizados pode facilitar a tomada de decisão. Análise de mercado, cenário sociopolítico, taxas de crescimento, concorrentes, entre outros elementos estratégicos, podem fornecer informações importantes para o processo decisório.

Se você é gestor ou exerce influência na sua empresa, esse é um dos momentos mais difíceis que você pode se deparar. Por isso, vamos te dar algumas dicas para tomar as decisões certas:

1. Identifique o problema: num primeiro momento, busque entender quais os fatores levaram a essa situação. Você precisa enxergar a raiz do problema para propor soluções que sejam eficientes.

2. Seja profissional: as empresas são feitas de pessoas, e elas erram involuntariamente. Sua decisão deve gerar resultado para o bom andamento empresarial e não para resolver seus problemas pessoais. Esteja certo de que suas competências profissionais estão alinhadas com seu cargo na empresa.

3. Assuma a responsabilidade: como gestor, você deve assumir a responsabilidade sobre suas decisões diante de toda equipe, apresentando as falhas (independente de que as cometeu) e propondo as devidas melhorias.

 

4. Não aja pela emoção: agir sobre impulso pode te levar a consequências mais graves. Os gestores que agem por impulso e não pela razão acabam se arrependendo. Não deixe que sua emoção afete a decisão da empresa.

5. Demonstre confiança: toda equipe espera decisões sábias de um líder. Para isso, você precisa ser confiante de suas habilidades e acreditar que o seu direcionamento é o melhor caminho a ser seguido pela empresa. Um gestor preparado é aquele que antecipa essas situações e já tem planos estabelecidos para remediar.

6. Não aja de imediato: recolha provas concretas antes de decidir por um processo. Na maioria das vezes, as situações adversas não são esperadas e devem ser estudadas. Observe que algumas demandas são urgentes e precisam ser resolvidas com agilidade.

7. Tenha dados: não fique com base no achismo e nem no que ouviu dizer. Boatos podem te levar para o caminho errado. A decisão bem tomada é aquela que é bem compreendida. Buque dados que comprovem os fatos.

 

8. Analise os canais de comunicação: mantenha todos os canais internos de comunicação disponíveis para que os colaboradores possam contribuir. Eles são parte da empresa assim como você. As impressões podem servir de auxílio para as tomadas de decisões.

9. Faça análise de cenário: pesquise e documente todos os fatores externos que afetam a sua decisão. Se reúna com algumas pessoas para elaborarem estratégicas. Trace as consequências e prepare a equipe para lidar com elas. Registre suas análises e planos para serem usados posteriormente como ponto de partida para novas estratégias em outros casos.

10. Tenha ouvidos: e compartilhe suas ideias. Apesar da decisão ser tomada por uma só pessoa, ou por um grupo restrito de pessoas, é importante saber escutar e filtras todas as informações para que sejam levadas em consideração no processo decisório.

11. Jamais procrastinar: assim que você tiver em mãos as informações suficientes para tomar a decisão, o faça! Não espere pelo “momento ideal” para solucionar os problemas. Trate as demandas de acordo com o nível de urgência. Lembre-­se que problema bom, é problema resolvido.

 

12. Seja firme: após escutar outras opiniões e analisar os dados, tenha clareza do seu ponto de vista e convicção para se posicionar diante de todos da sua equipe. Você será cobrado pelas atitudes e decisões que define. Estabeleça planos de ação sólidos para tornar suas estratégias em realidade.

13. Relacionamento interpessoal: saber se relacionar garante credibilidade a sua reputação pessoal. Isso pode gerar impacto em suas decisões. Se você tiver um bom relacionamento com as pessoas que convivem diariamente no seu trabalho, tendenciosamente, elas confiarão em você e aceitarão facilmente suas decisões.

14. Acompanhe os processos: acompanhe o andamento de todas as suas decisões e como elas serão compreendidas. Se certifique que estão sendo colocados em prática todos os critérios definidos para tratar o problema. As consequências da sua decisão devem retornar para a empresa como resultados positivos e não como impactos que necessitem de outras tomadas de decisão.

15. Seja transparente: transparência é uma das palavras mais usadas nas empresas hoje em dia, principalmente no setor público. Ser transparente e prestar contas possibilita aos envolvidos enxergarem todos os fatos de forma clara e objetiva.

Tomada de decisão empresarial e níveis de envolvimento

É importante você saber também que a tomada de decisão nas organizações pode ser classificada quanto ao envolvimento, sendo baixo, médio ou alto.

As decisões de baixo envolvimento são aquelas que precisam ser resolvidas com rapidez, onde as consequências podem ser graves. Mesmo não chegando a um consenso em relação a decisão a ser tomada, é nesse momento que você enquanto gestor assume a posição de decisor, fazendo valer as dicas que você acabou de ler.

O processo decisório de médio envolvimento se refere a tomada de decisão que leva em consideração as questões pertinentes das discussões, opiniões dos participantes envolvidos no processo. Aqui ainda vale mais sua experiência e profissionalismo do que uma unanimidade para tomar a melhor decisão.

O processo de tomada de decisão de alto envolvimento é o que ocorre com a participação de todos os envolvidos de forma horizontal, onde a decisão final será uma decisão compartilhada, isto é, o que seria próximo de um consenso, o que não quer dizer que todos sem exceção estão de acordo.

Entender o envolvimento da tomada de decisão te ajuda a entender melhor se você precisa ou não consultar um terceiro, independentemente de ser decisões programas ou aquelas que simplesmente acontecem sem você esperar.

Quer tomar decisões empresariais mais consistentes? Sabemos que é necessário colher bastante informação para conhecer nossos clientes, fornecedores… e propor as soluções mais adequadas.

E se eu te disser que é possível fazer isso a um baixo custo? Entre em contato com a gente para esclarecer suas dúvidas.

Não deixe para depois as decisões que você precisa tomar agora! Converse com nosso time de especialistas, sem compromisso, para entender como!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *